terça-feira, 12 de março de 2013

Película Rock lança uma série de vídeos com apresentações da Feira da Música Independente de São Francisco do Sul 2012


Acaba de sair do forno mais uma série de vídeos dos shows da feira. A Película Rock lançou esta semana as imagens dos shows das bandas Red House Sound Project e Harvau, que se apresentaram no Palco Rua. Confira abaixo os sons das bandas sãochicanas.



Os francisquenses da Red House Sound Project tocando a música "O que será?". Vídeo: Grito Coletivo/Película Rock/2K Estúdio/My Owl Things/Coletivo Metranca.


A Red House fez seu debut nos palcos durante a Feira. Confira a música "Eu, você e ela". Vídeo: Grito Coletivo/Película Rock/2K Estúdio/My Owl Things/Coletivo Metranca. 


Mais um vídeo da RHSP. Música: "Tento". Vídeo: Grito Coletivo/Película Rock/2K Estúdio/My Owl Things/Coletivo Metranca.


A banda francisquense Harvau tocando a música "Toque de Brother", que estará no disco de estréia da banda "Vau do Rock'n'Roll", que será lançado em 2013. Vídeo: Grito Coletivo/Película Rock/2K Estúdio/My Owl Things/Coletivo Metranca.

Mais um vídeo da Harvau. Música: "Além das aparências". Vídeo: Grito Coletivo/Película Rock/2K Estúdio/My Owl Things/Coletivo Metranca.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

E SãoChico finalmente gritou!!!


Quem compareceu ao CEPE nesta noite de 10 de fevereiro pôde conferir a primeira edição do GRITO ROCK em solo francisquense. Desembarcaram na ilha algumas das principais bandas das cenas independentes local e regional.
SYLVERDALE
 A noite iniciou com os joinvilenses da Sylverdale, que trouxeram ao palco belos riffs de guitarra, aliados à excepcional presença de palco de seu lider, Hesséx, mostrando porque são uma das bandas mais consistentes na região na atualidade.

SYLVERDALE

  
SYLVERDALE
NARCISO NADA
NARCISO NADA


Na sequência, os curitibanos da Narciso Nada tomaram o palco, com sua mistura de influências e ritmos, ótimas letras e melodias cativantes, trazendo o público consigo nos refrões: "Vem, vamos pular o carnaval num salto só" e "Um olhar distraído é arbusto pra fome esconder", levantando a galera que ia aquecendo as turbinas para uma noite inesquecível.




NARCISO NADA

NARCISO NADA


CAMELÔ 2.0 - SEBO E A REVOLUÇÃO


Enquanto isso, no Camelô 2.0, a economia criativa rolava solta com Cd's, DVD's, camisetas e materiais promocionais das bandas dividindo espaço com discos de vinyl, gibis, HQ's, em uma parceria com O Sebo e A Revolução.  





CAMELÔ 2.0 - LIXO COM ARTE

A sustentabilidade esteve presente nas sacolas ecológicas retornáveis personalizadas da Lixo com Arte, feitas por uma artesã local com caixas de leite, mostrando como ser criativo reciclando, fazendo arte e ajudando a conscientizar para a necessidade de redução do consumo de sacolas plásticas.



Seguindo a noite, foi a vez das bandas da casa tomarem conta do palco e mostrarem ao que vieram.

HARVAU - RODRIGO PASSOS



A banda Harvau estreou no GRITO ROCK SÃOCHICO tocando as canções de seu disco de estréia,"Vau do Rock'n'Roll", que deve ser lançado ainda no primeiro semestre de 2013, com músicas de influência setentista, oscilando entre críticas sociais ferrenhas e histórias de piratas pirados.



HARVAU - TÉO LOBO
HARVAU - DJAVAN AGOSTINHO

Misturando o performático Rodrigo Passos, a voz ácida de Téo Lobo e as baquetas certeiras de Djavan Agostinho mostraram o porque de serem uma das principais apostas da cena francisquense.
HARVAU

KID NATASHA
   Logo em seguida a Kid Natasha tomou  de assalto o palco, desfilando todos os clássicos da banda, que já tem uma legião de sequidores, levando o público à loucura com as suas "Lendas daCity", "Quero ser um careta", entre outras tantas, que fizeram todo mundo pular, dançar e cantar junto. 


KID NATASHA


Com quase uma década de muito Punk Rock, a Kid se prepara para lançar seu primeiro disco também neste ano, que promete ser de grande fertilidade para a cena de SãoChico, dada a quantidade de bandas que estão em fase de gestação e que devem dar à luz à uma ótima safra de Rock SãoChicano.


KID NATASHA

KID NATASHA

KID NATASHA


MIOPIA


MIOPIA
A banda que veio a seguir, Miopia, teve a missão de pegar o público alucinado com o Punk Rock da Kid Natasha e elevar ao espaço sideral
MIOPIA







Com sua psicodelia, melodias derretidas, ritmo mais funkeado, ecos e delay's espaciais, e um carisma e vibração ímpares, o trio joinvilense cumpriu sua função perfeitamente em um dos melhores shows da banda até hoje, segundo o baixista e vocalista Ferns Henke.


SIX SIX THE CLOWN
 Fechando a noite , os riodossulenses da Six Six The Clown quebraram tudo com um Punk Hardcore de responsa, que não deixou uma pessoa parada no salão, encerrando com chave de ouro a primeira edição do GRITO ROCK SÃOCHICO 2013.

SIX SIX THE CLOWN

SIX SIX THE CLOWN


SIX SIX THE CLOWN









Agradecimentos a toda equipe que trabalhou arduamente para darmos mais este passo, às bandas que deram o seu melhor e ao público que agitou do início ao fim. Agradecimentos especiais ao Estudio 2K, My Owl Things, Película Rock, (in)Constante Arte Independente, Rockilha e ao CEPE.
 
O trabalho está longe de estar terminado. Ao mesmo tempo que iniciavam os shows da primeira ediçao do GR SãoChico, encerravam-se as inscrições para a segunda edição, que será realizada no dia 02 de março, no mesmo formato, horário e local. Durante a semana devem ser divugadas as 6 bandas selecionadas para fazer mais uma celebração ao bom e sempre novo Rock'n'Roll.

Ontem, gritamos para o mundo em alto e bom som: estamos aí e viemos para ficar!!!

Por Tiago Constante - Grito Coletivo - 11/02/2013

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

A Feira da Música Independente foi um sucesso!!!

É com muito orgulho que viemos aqui para agradecer e parabenizar a todos que nos ajudaram a fazer a 1ª Feira da Música Independente de São Francisco do Sul um sucesso.














Foram 25 apresentações em 3 palcos diferentes(em virtude do mau-tempo tivemos que transferir as atrações da Tenda Portuguesa e que seriam na rua para o Palco Café), num total de 13 horas de programação. 




Além dos shows, tiveram as palestras com Helga Tytlik, da Tucunaré Desenvolvimento Cultural, e Carlos de Aquino, do Fora do Eixo, que falaram sobre a Economia Criativa, Cultura Livre e Redes Colaborativas, e mostraram como a feira pode ser o estopim para catapultar a cultura francisquense a um outro nível, mais voltado à valorização da música autoral e da arte independente, apostando nos artistas locais e proporcionando intercâmbio de ideias e conhecimento. 








Outro ponto positivo da feira foi a área reservada aos estandes, que reuniu diversos elos da cadeia produtiva e da cultura alternativa. Instrumentos musicais, moda alternativa, discos, quadrinhos, livros, revistas, tatuagens e acessórios, além dos cd's e dvd's dos artistas que se apresentaram na feira.







Finalizada a edição de 2012, já começamos a pensar na 2ª Feira da Música Independente de São Francisco do Sul, que por enquanto ainda não está com data definida. Entre as novidades estarão o aumento na duração da feira, de um para três dias, e uma maior integração com outras expressões artísticas.